Batida de Carro: 3 Passos simples do que fazer

Mantenha-se calmo esse fator é primordial para que você possa conduzir a situação da melhor forma possível. Certifique-se que você e os demais envolvidos no incidente estão bem – se houver feridos, ligue para o Corpo de bombeiros (193) para que seja prestada assistência às vítimas.  

Jamais entre em discussão por causa de batida de carro, lembre de manter-se calmo que tudo no final dará certo.

Mesmo tendo a proteção da sua seguradora, se envolver em uma batida de carro é uma dor de cabeça. Não é preciso ter a placa do carro que bateu no seu para acionar o seguro. Porém, é sempre bom ter um documento oficial neste tipo de ocorrência, principalmente se houver vítimas. Agora, o que fazer ao se envolver em uma batida de carro veja os 3 passos básicos super importantes.

Batida de Carro: 3 Passos simples do que fazer
Batida de Carro

1. Fotografar o local logo da batida de carro

Após uma colisão, o ideal é que os motoristas envolvidos na ocorrência troquem telefones e quem provocou o acidente deve fornecer dados da carteira de habilitação. Mas, ele não é obrigado a fazer isso, afinal, está amparado pela lei o direito de não produzir provas contra si mesmo. Neste caso, tire fotos em vários ângulos dos carros e de todo local do acidente. Outra medida é providenciar imagens da via onde aconteceu a batida. Para isto, solicite à companhia de trânsito.

Em posse das imagens, dirija-se a uma delegacia para registrar o boletim de ocorrência. A importância de tirar fotos é para você não arcar com despesas de reparos do veículo que não estejam dentro da cobertura da sua apólice. Neste caso, é possível que a seguradora possa localizar o motorista que fugiu e cobrar o valor pago pelo conserto.

2. Sinalize o local do acidente

A sinalização é crucial para sua segurança e para de outros para evitar atropelamentos ou novas batidas.

Primeiro, acione as luzes de pisca-alerta; depois coloque o triângulo a cerca de 30 metros da parte traseira do veículo. Se não houver vítimas, os veículos podem ser removidos para um local seguro.

Caso o carro não tenha condições de rodar, acione o serviço de guincho de sua seguradora ou algum serviço de guincho de sua confiança.

Dica importante: Tenha sempre em mãos o seu cartão de segurado (caso tenha seguro), pois nele constam todos os telefones e meios de contato necessários para o atendimento em caso de eventualidades. Também é importante ter o telefone do seu corretor de seguros nos contatos do seu celular.

 

3. Registre o Boletim de Ocorrências (BO)

O Boletim de Ocorrências é o primeiro documento oficial nos casos de acidentes com vítimas (fatais ou não), se ocorrer danos a bens de terceiros (para isso existe o seguro Responsabilidade Civil) ou se o carro for roubado ou furtado.

Quando o acidente provoca somente danos em um veículo, as seguradoras não exigem a apresentação de BO. Mas o registro, geralmente, torna mais rápido o processo de indenização e pode ser útil na identificação do real causador do acidente.

Você pode registrar a ocorrência na delegacia mais próxima ou até pela internet, através do serviço de BO online

Tem Seguro Automóvel ? Então siga os passos abaixo:

Acione sua seguradora
Avise imediatamente sua seguradora ou o seu corretor de seguros para relatar o ocorrido. Eles irão te orientar sobre como proceder para o aviso de sinistro.

Encaminhe à seguradora a documentação necessária
Preencha o Aviso de Sinistro, no qual é necessário informar detalhadamente o fato: dia, hora, local exato e as circunstâncias em que a batida aconteceu. É necessário anexar também os dados do condutor do veículo (nome, endereço e cópia da carteira de habilitação).

Algumas informações úteis que podem agilizar o processo: dados pessoais (nomes, endereços, telefones e e-mails) de motoristas e passageiros, marca, modelo e placa de cada veículo envolvido, além do número das carteiras de habilitação dos envolvidos.

A indenização
Depois que toda a documentação for entregue à seguradora é iniciado o processo de indenização, que pode ser parcial ou total, dependendo dos danos materiais avaliados.
Se o valor do conserto representar menos de 75% do valor do carro, basta pagar a franquia e levar o veículo à uma oficina credenciada. Se os danos superarem 75%, o segurado recebe a indenização integral estabelecida na apólice.

Não tem seguro automóvel ?

Então tenha calma, negocie com o outro envolvido se cada um pode assumir o prejuízo, caso não e você realmente seja culpado pelo acidente, busque uma oficina de confiança e negocie o pagamento de forma parcelada garantindo que caiba no seu fluxo de pagamento, caso você não seja o culpado sugerimos não entrar em conflito no momento da batida e posteriormente procurar um advogado ou o juizado de pequenas causas para uma melhor orientação dos seus direitos.

Lembre-se de cotar um seguro automóvel e assim que o seu veículo estiver consertado você adquirir um seguro, pois as seguradoras não aceitam veículos que estão amassados, batidos ou inicialmente danificados.



WhatsApp chat